sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Ganhem o mundo!

Hoje foi demais, foi único e especial. Por isso, agora, mesmo depois da meia-noite, abro o notebook e insisto em registrar tudo o que acabamos de viver. Não pelo agora, mas por tudo que esse “agora” representa.

Meus 9ºs, vocês são lindos e especiais, por isso tanto choro, por isso tanta lágrima, por isso já essa saudade cravada no peito, porque vocês sabem o sentido da palavra amor, carinho e respeito. Sim, eu sei... houve tropeços, houve falhas, houve puxões de orelhas, para alguns mais, mas tudo isso faz parte da vida e é o que nos constitui ser quem somos.

Hoje, depois de tanta celebração, de tanta alegria e, apesar do cansaço, sinto uma sensação de dever cumprido, e com louvor. A prova disso foi presenciar a cena que, pela primeira vez, em cinco anos de Colégio, pude presenciar.  Cada um que se aproximava, me abraçava, me agradecia, me dizia ter valido a pena, que me dava um beijo, me apertava a mão, me pedia desculpas ou mentia dizendo ter tido a melhor professora, me fazia acreditar, ainda mais, no que faço.

E já tão sensível foi impossível não chorar junto com vocês. Chorar de alegria, por vê-los avançar, de amor por receber o carinho e a gratidão de vocês, de alívio por ter sido feito o meu melhor e por ver frutos brotarem.

Saibam que essa dorzinha e esse vazio que sentimos numa despedida é sinal de que algo muito bom foi construído, caso contrário, um simples tchau bastaria. Dói esse “até logo”, mas em breve ele se tornará risadas gostosas das lembranças, saudades das recordações de um tempo feliz, produtivo e de um ciclo que se fechou com sucesso.  E que venham mais desafios, mais metas, mais ciclos...


Que o caminho de todos, sem exceção, seja aberto para o sucesso. Voe, meus 9ºs!!! O mundo lá fora lhes espera. Conquiste o espaço, vençam esse desafio constante que é viver, em especial, aqui, onde vivemos. Honre com honestidade e verdade os princípios que sei que têm. E saberão: essa alegria transformada em lágrimas é só o início de um ciclo que deu lugar a outro. E tudo o que viveram hoje se repetirá daqui a três anos, depois daqui a quatro ou cinco novamente... Pelo menos é o que eu desejo, que momentos como esse se repitam, porque, essas lágrimas representam não a tristeza da despedida, mas a certeza de termos experienciado momentos felizes, sinceros e marcantes. Minha sincera alegria, gratidão e meu orgulho por terem feito parte de mim durante todo esse tempo. Meu presente para vocês? A torcida e o desejo de que ganhem o mundo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário